O melhor qualquer coisa da cidade

Todo dia uma nova lista aparece na timeline, na revista, no jornal, no blog: os melhores cafés, os melhores restaurantes, os melhores pratos, as melhores sobremesas. As chamadas em letras grandes chamam a atenção e seduzem o leitor desavisado.

Critérios técnicos que qualificam a comida, serviço e ambiente existem, mas qual a real importância desses critérios técnicos na satisfação do freguês? Para um grupo de amigos com pouco dinheiro e muita animação, o litrão barato conta muito mais do que a maestria do serviço ou mesmo a qualidade técnica da cerveja. Para um outro grupo mais sisudo o que vale é o serviço rebuscado e a ambientação luxuosa, mesmo que a comida não tenha uma qualidade prodigiosa. Além disso vem a questão afetiva: de repente aquele macarrão meia boca te lembra o almoço de domingo que sua vó fazia e o restaurante vira em um prato o seu preferido. A imensa maioria dos comensais não são, afinal, especialistas.

Isso sem entrar no mérito da ética e profissionalismo da crítica gastronômica existente. Esse assunto está a meu ver bem explorado aqui.

O justo seria que os “críticos” atuais deixassem de usar a palavra melhor e se conformassem com termos mais representativos da realidade, mas me parece que uma chamada anunciando o melhor restaurante da cidade deve atrair mais clicks do que versões mais humildes como: um restaurante que eu gosto muito, meu restaurante preferido na cidade. Compreendo o apelo, mas resta o desejo que cada um perceba que o melhor não existe, ou melhor, existe mas é pessoal e relativo. Ninguém além de você mesmo pode saber qual o estabelecimento certo pra receber seu tempo livre e dinheiro: de acordo com o momento, o grupo, as expectativas e objetivos. Ao ler as críticas releve os adjetivos pra evitar ser seduzido por opiniões fantasiosas ou que apenas não coincidem com as suas, se atenha aos fatos (valores, tamanho dos pratos, tipo de atendimento, tamanho do ambiente, etc) e identifique o que atende sua necessidade. Perceba que o melhor é aquele que você mais gosta, não importa o que apareça na mídia.

Por isso nesse espaço não irei fazer ranking nem crítica, apenas registrar minha experiência nos lugares que eu visito e organizar essas informações pra facilitar a consulta quando meu irmão me pede ajuda pra achar um lugar pra ir jantar ou alguma amiga pergunta como é aquele bar que eu fui outro dia. Quem sabe também ajuda você a escolher onde vai tomar uma cerveja no próximo fim de semana. E fica o convite para nos comentários deixar sua opinião também sobre cada um deles.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s